Cobertura: Pop Music Festival

Por mais que o público fosse voltado para os artistas POP o festival surpreendeu com o respeito do estilo de cada um. Fãs entoando o nome dos seus artistas (leia-se Kelly e JLo), conseguiram em um só lugar unir a expectativa e ansiedade para fazer do festival, o melhor show da vida de cada um. Pois Kelly e JLo são exemplos do quanto alguns artistas não sabem a quantidade de fãs que eles tem fora EUA e Europa.

Michel Teló entrou sabendo que não ia cantar para o seu público alvo, mas isso não o intimidou e não importou. Fez um show que foi a sua cara, com os seus sucessos como “Humilde Residência”, “Eu Te Amo e Open Bar”, foi ao Sertanejo de raiz com um cover de “Saudade da Minha Terra” e abriu espaço para a farofada pop eletrônica com “I Gotta Feeling” e “We Speak No Americano”. A pista ainda estava meio vazia, mas nem um pouco desanimada. E mesmo antes do show muitos terem torcido o nariz para um line up de um festival pop com Michel Teló (inclusive eu), na hora do show quase todos  demonstravam saber todas as músicas. E o que prevaleceu foi o respeito ao artista, independentemente do gênero musical.

O mega hit “Ai Se Eu Te Pego” foi cantado em duas versões: português e inglês e a galera acompanhou fazendo a coreografia. De SP, Michel ainda tinha na mesma noite um show em Juazeiro do Norte. “Com licença Luciana”, mas com hit internacional que já foi Hot 100 da Billboard, o artista com o show mais caro do Brasil e músicas na boca do povo, se isso não é ser Pop, então mudem os conceitos.

Cobra Starship não era o show mais esperado, mas tinha alguns fãs cativos. Cantaram os hits “Good Girls Go Bad” e “You Make Me Feel”, mas mais do que pela música, eles conquistaram a galera pelo carisma do vocalista Gabriel Saporta, que falava em inglês, espanhol e arriscou umas frases em português, além de cantar “Eu quero tchu, eu quero tchá” e fazer a coreografia da internacional “Ai Se Eu Te Pego”.  Achei muito legal ele ter dito que realmente nos Estados Unidos não chega muita música brasileira, então ele resolveu dar uma pesquisada pra saber o que estava tocando por aqui. Conquistou o público e animou ainda mais o festival. Com certeza, teve mais carisma que a Paris Hilton (se alguém ficou para esse momento, comente!), Gabriel interagiu muito com a platéia e levou ao Anhembi um som POP caloroso e animado.

Kelly Clarkson promoveu sua admiração e surpresa pelos seus fãs brasileiros! Claro, todos cantaram TODAS as músicas e queriam mais! Sabemos que em questão de fama mundial, Kelly Clarkson é de longe, a ganhadora de um reality show musical mais famosa e ao ver ela ao vivo conseguimos entender!

Kelly, linda, fofa e carismática Kelly. Logo na abertura com “Dark Side” ela se emocionou por ver que praticamente todos que estavam ali sabiam a letra da música e cantavam a plenos pulmões. E assim foi até o final do show. Ela fez um set list com praticamente todos os seus hits e deu espaço a 2 não singles do último álbum Stronger: “I Forgive You” e “The War Is Over”, emocionou o público com “Breakaway” e “Because Of You” e pôs todo mundo pra pular com “Since U Been Gone” e “Stronger (What Doesn’t Kill You)”. Ela não sabia o quanto era querida no Brasil e se surpreendeu com a resposta positiva do público, foi lindo de ver. Prometeu que não ía demorar muito pra voltar e nós já estamos no aguardo. O show foi curto mas valeu a pena. E Kelly canta muuuuito!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s