por

Lady Gaga faz versão jazz de ‘Yoü and I’!

Lady Gaga, liberou via Twitter, a versão jazz do segundo single do álbum ‘Born This Way’, ‘Yoü and I‘. Gaga disse que música surgiu após muito whisky com o trompetista nova iorquino, Brian Newman, que colabora nessa versão jazz. Recentemente, Gaga e Tony Bennett comentaram que pretendem lançar um álbum de jazz juntos. Huuuum! Esperamos para ver e ouvir!

Escuta aí, ‘Yoü and I‘ Jazz version!

Anúncios
por

Surpresas de Kylie Minogue! K25 chegando na reta final!

2012 foi ótimo para Kylie, nossa figurinha carimbada! Seus 25 anos de carreira mostrou como ela é diva, querida e ousada! Timebomb, single lançado este ano e futuramente presente no próximo álbum de estúdio, foi escolhida como ‘A melhor música’ de 2012, por um site australiano e também, está na posição 18º do chart Dance/Club Songs 2012 da Billboard! Além que a Anti Tour, mesmo tendo poucas datas, foi uma das mais rentáveis e com ingressos esgotados por toda UK! \o/. E outra, Kylie é uma das 50 mulheres do mundo mais procuradas no Google em dois, haha.

Em dezembro, Kylie prometeu rechear os fãs com as surpresas do k25! E recentemente Kylie nos encheu de graça! Um dos singles mais agitados do álbum ‘X’, ‘Wow” também esteve presente no The Abbey Road Seassion! E Kylie, liberou o vídeo do K25 (lembrando que este ano Kylie comemora 25 anos de carreira! Veja mais aqui!). Confesso que no começo eu achei que ficou sem nexo, mas depois, a animação e empolgação em versão acústica ficou sensacional!

Vejam que ousadia e doçura!

Falando em K25. Kylie também liberou esta semana três vídeos! Dessa vez foi ‘Disco Dow’n, música que faz parte do álbum ‘Light Years’ e este ano, esteve presente na Anti Tour (turnê que apenas apresentavam não singles e b-sides mais queridos pelos fãs de Kylie!). A música bem simpática! A versão do álbum é extremamente cheia de sintetizador, mas ficou uma versão alegre da mesma forma! =). ‘Disco Down’ não está no The Abbey Road Seassion, por isso, aproveitem!

Curtam ‘Disco Down’!

E também, Kylie liberou o vídeo com um trecho de ‘Better The Devil You Know’ e ‘I Should Be So Lucky’, dois de seus grandes hits até hoje! Ambos os singles estão presente no álbum acústico. E atualizando os fãs, a gravadora de Kylie avisou que o álbum está atrasado para ser lançado no Brasil, mas, que antes do fim de dezembro, o álbum será lançado!

Primeiro, ficamos com ‘Better The Devil You Know’!

 

O primeiro grande sucesso de Kylie, ‘I Should Be So Lucky’, em versão acústica!

E por fim, ‘Can’t Get You Out Of My Head’!

Top 5: Músicas para o fim do mundo

Unknown

Segundo o calendário Maia, o fim do mundo como o conhecemos será no próximo dia 21/12/2012. Se acontecer mesmo, vai dar tempo de você fazer tudo o que quer fazer antes do mundo acabar? Não! Mas dá pra já entrar no clima (por que não?) com o top 5 de músicas para o fim do mundo:

 

5.  U2  – Until The End Of The World

A música tirada do álbum Acthung Baby de 1991 é sobre uma mulher que só fala no fim do mundo. Apesar de não ter clipe, a canção é sempre tocada nas turnês do U2.

“Everybody having a good time except you, you were talking about the end of the world”

 

4. CPM22 – Um Minuto Para O Fim Do Mundo

CPM 22 sempre levantou a bandeira de “os rockeiros também amam” e eu considero “Um Minuto Para O Fim Do Mundo”, de 2005, uma das músicas mais bonitas deles.

“E só de pensar em te perder por um segundo, eu sei que isso é o fim do mundo”

 

3.  Madonna – 4 Minutes

Madonna, Justin Timberlake e Timbaland tem apenas 4 minutos para salvar o mundo. Cheio de efeitos especiais, ouso dizer que foi um dos últimos clipes realmente bons da tia Madge.

“But if I die tonight at least I can say I did what I wanted to do. Tell me how ‘bout you?”

 

2.  R.E.M. – It’s The End Of The World As We Know It

Pra quem não sabe, nem só de “Everybody Hurts” viveu o R.E.M. A música é rápida e a letra é cheia de referências, como se fosse a mente de alguém pensando em coisas randômicas no fim do mundo.

“It’s the end of the world as we know it and I feel fine”

 

1. Britney Spears – Till The World Ends

Simplesmente porque quando for o fim mesmo, vamos nos enfiar em uma balada no subterrâneo e dançar até o mundo acabar.

“Oh oh oh oh oh oh oh”

Spice Girls + Victoria Beckham: Estréia do musical “Viva Forever”

spice-girls-and-viva-forever-musical-gallery

Na noite desta terça ferira estreou no West End em Londres o musical Viva Forever, baseado nas músicas das Spice Girls, como já contamos aqui. Essa estréia foi uma apresentação do musical para a imprensa e contou com a presença de todas as Spice Girls + Victoria Beckham. O “+” é porque nossa querida Psh Spice chegou atrasada na estréia e por isso não tirou fotos ao lado das companheiras de grupo, preferindo ser fotografada com a família (sei…). Confira algumas fotos:

victoria-beckham-viva-forever

Romeo já está quase maior que a mãe!

SNN1207C--6204_1636394a

O que aconteceu com a cabeça da Emma?

As 5 só se juntaram no final da apresentação, quando subiram ao palco para agradecer.

Viva+Forever

Spice-girls342345.jpgsa_

Geri conseguiu ficar mais magra que a Victoria. Alguém da um hamburguer pra essa mulher, pelo amor de Deus!

The X Factor UK – Final 2

realitytv-the-x-factor-0912-17

No domingo foi apresentado a segunda parte da final do X Factor, que coroaria Jahmene Douglas ou James Arthur como grandes vencedores, consagrando Nicole Scherzinger como a melhor mentora da edição, sendo a única com acts na final. Novamente o programa começou com uma performance de todos os ex participantes da temporada cantando clássicos do natal, para no fim nos apresentar os 2 finalistas.


Primeiro os finalistas tiveram que repetir uma performance dos lives que eles consideravam como a melhor durante a temporada. Jahmene repetiu sua interpretação de “Angels”, enquanto James cantou e encantou novamente com “Let’s Get It On”.

Depois eles cantaram seus respectivos winner’s singles. Se James ganhasse, seu primeiro single seria o cover de “Impossible” e para Jahmene seria “Let It Be” dos Beatles.

A presença dos artistas ficou marcada pelas performances de One Direction, Emeli Sande e Rihanna.

tumblr_meqod52Y9O1rn2nvyo1_500

Spoilers:
O grande vencedor da 9ª edição do X Factor UK foi James Arthur. Muito merecido e espero que continue relevante no mundo da música por muito tempo. Jahmene também provou que merece seu lugar ao sol e torço para que o tenha. Vale destacar que outros participantes não saíram perdendo: Ella Henderson assim que foi eliminada da 8ª semana já saiu do programa com várias propostas de gravadoras e o grupo Union J assinou contrato para serem gerenciados pelo seu mentor Louis Walsh.

X Factor UK agora só ano que vem. Já pode chorar muito que nem o Rylan?

tumblr_mcs36prDTI1rifgxyo1_250

The X Factor UK – Final 1

X+Factor+2012+promo+picture

Neste fim de semana aconteceu em Manchester, UK a final da 9ª temporada do X Factor (o original). Para comemorar, a produção saiu dos estúdios do canal ITV1 em Londres e foi para a arena de Manchester, com capacidade para 10.000 pessoas.

O programa começou com a ótima introdução do apresentador Dermot O’Leary, Pra quem não conhece, Dermot é uma espécie de Ryan Secreast da Inglaterra, tem programa de rádio, apresenta red carpets e sem duvida tem o fator X na seção de apresentadores de TV. Com muito carisma e humor, que ele demonstra neste vídeo de abertura, featuring o chefe Simon Cowel, os jurados e alguns participantes que ficaram pra história do X Factor, como por exemplo a cover de Britney Spears que ficou conhecida por fazer um lap dancing no jurado Louis Walsh durante as auditions.

 

Em seguida os jurados foram apresentados, lembrando que Tulisa e Louis não conseguiram levar nenhum dos seus acts pra final, deixando o espaço para Gary Barlow, mentor de Cristopher Maloney (grupo over 28’s) e Nicole Scherzinger, que levou 2 de seus 3 acts pra final (James Arthur e Jahmene Douglas). Interessante ver Nicole sambando na cara da sociedade, já que na primeira temporada do X Factor US ela foi hostilizada como jurada (mas se deu muito bem como mentora, já que um dos seus acts foi segundo colocado).

A primeira performance juntou todos os competidores, para em fim nos apresentar os finalistas. O primeiro foi Jahmene Douglas que cantou “Move On Up”. Jahmene entrou na competição cantando “At Last” da Etta James, e no início era muito prejudicado pelo seu nervosismo antes de entrar no palco. Mas seu talento era indiscutível e ao longo do programa Jahmene foi amadurecendo aos olhos do público e ficando cada etapa mais confortável com a situação.

 

Também afetado nas auditions pelo nervosismo, Cristopher Maloney se apresentou cantando a música tema de Flashdance, “What A Feeling”. Esse foi o estereótipo de Chris durante todo o programa, cantar sucessos antigos que são sim muito bons, porém muito datados para o programa e o tipo de público que se quer atingir. Porque Gary o manteve desse jeito, não se sabe, mas fato é que mesmo brega e recebendo muitas críticas dos jurados, Cristopher conseguiu ser o mais votado dos live shows durante as 8 primeiras semanas.


O último a se apresentar foi James Arthur. James, assim como Jahmene, foi um dos únicos acts consistentes durante toda a temporada, interpretando as músicas a cada semana com um estilo único e deixando sua marca, fazendo como se a música tivesse sido escrita por ele. Na final ele cantou “Feeling Good”, que tinha tudo a ver com sua história no programa, mas também vale a pena ver essa performance de “Sexy And I Know It” durante os lives.


Teve também performance dos mentores com seus acts. Nicole cantou “Greatest Love Of All” com Jahemene (com direito a trapalhada com os microfones) e a belíssima “Make You Feel My Love” com James. Gary preferiu pegar um dos seus sucessos com o Take That e cantar “Rule The World” com Cristopher. Além deles, Também se apresentaram Kelly Clarkson, Rita Ora, e a figurinha carimbada do SUPERNOVAPOP, Kylie Minogue, divando na versão acústica de “Can’t Get You Out Of My Head”.

 

Spoilers:
Nesse primeiro programa da final, descobrimos que Cristopher Maloney ficou em terceiro lugar (ufa!), sendo então James e Jahemene os 2 possíveis vencedores do programa. Finalistas que eu, particularmente, tinha como favoritos desde o início.

nicoleslayzinger– Tadinho do Jahmene rs

Cobertura MDNA Tour – São Paulo!

O SUPERNOVAPOP acompanhou o show mais esperado do ano! MDNA Tour! Madonna novamente em solo brasileiro, deixando seus fãs enlouquecidos e apaixonados, mais uma vez!

A Rainha do Pop fez jus a sua coroa! Em sua primeira apresentação em São Paulo, Madonna esbanjou simpatia e declarou amor à São Paulo. Pasmem! Muita encenação, muitas luzes e muito playback. Assim, Madonna mostrou que ela está inteira e melhor que nós!

Antes do show, por volta das 18h, Madonna nos prestigiou com o Sound Check! Ensaiou Girl Gone Wild, Revolver, I Don’t Give A, Express Yourself/Born This Way/She’s Not Me, Give All Your Luvin’, Turn Up The Radio (pedindo à plateia que gritasse mais que o Rio), Vogue, I’m A Sinner e Celebration. Rocco, seu segundo filho, também ensaiou junto com os dançarinos e a mãe. Foi um momento que poucos acreditaram que era ela que estava alí. Surreal!

Às 20h30min, o dj Gui Boratto agitou a plateia e aos mesmo tempo, acabou irritando-a. Confesso que o set list não foi um dos melhores, muito menos empolgante. Mas, ficou chato a plateia vaiando-o, achando que assim, ele siaria e show começaria mais cedo. Inocentes!

Mas, fomos surpreendidos! Madonna começou às 23h no Rio, então, esperávamos pelo mesmo! Só que não! O show começou às 22h30min!

Com os embalos de um sino, a catedral da tia Madge, anunciou que a festa/put***/culto tinha começado!

No primeiro bloco, ouvimos Girl Gone Wild, Revolver, Gang Bang, Papa Don’t Preach e Hung Up! Foi todo o alvoroço de quem estava esperando Madonna entrar no palco (quase 04 anos de sua útlima vindo no Brasil). No final do bloco, Madonna pegou sua guitarra e foi para o fim da passarela e cantou I Don’t Give A e no telão, Nicki Minaj marcou presença. Antes, Lil Wayne apareceu também, em Revolver.

No ato seguinte, Madonna nos trouxe ao vivo, um dos momentos mais falados no show, Express Yourself com elementos de Born This Way e She’s Not Me! Sugestivo? Com certeza! Madonna representou muito o She’s Not Me / She doesn’t have my name (♪) em Give Me All Your Luvin’, onde Madonna e seus dançarinos deram um show de passos e danças que deixam muitos animadores de torcidas e cheerleaders com inveja! Inacreditável! Entendemos o playback, porque a dança foi demais!

Gritando massivamente para plateia gritar mais que o Rio (Louder than Rio, dizia), Madonna pegou sua guitarra novamente e tocou Turn Up The Radio. Sentia-se que Madonna tem um certo afeto por essa música, mas a plateia não fez feio cantando no refrão, pelo menos.

Quando começou Open Your Heart, muitos da pista premium e outros setores, encheram bexigas em forma de coração e Madonna comenta que nós brasileiros amamos música, e ela dedicou Open Your Heart a todos os fãs brasileiros. ❤

Em seguida, Madonna interagiu com a plateia, perguntou se todos entendiam o que ela falava, e como resposta afirmativa, a plateia respondia com fuck yeah! Madonna cantava/repetia/entoava ‘Sagarra Jo’ e pedia para plateia repetir também. Ela falou que ‘Sagarra Jo’ (música do grupo Kalakan, que acompanharam Madonna cantando, em vários atos) é a expressão que é contra guerras, preconceito de todas as formas e logo pediu paz e respeito no mundo! Masterpiece foi a música seguinte, que trouxe imagens nos telões de W.E. – O romance do século, filme dirigido por Madonna e vencedor do Globo de Ouro com melhor canção original por Masterpiece. Amamos, apenas. (continua…)

Cobertura MDNA Tour – São Paulo – Parte II

Apenas clássico, mágico e único foi novamente reviver Vogue! Sentíamos que estávamos presente na apresentação do Super Bowl, realizada por Madonna, em fevereiro de 2012. Madonna surgiu em uma estrutura metálica e vestida com um clássico espartilho com seios de cone. Beijos para o Gaultier! Todo mundo cantou e se deliciou com Vogue!

O bordel da tia Madge abriu as portas com Candy Shop! Além de conter partes de Erotica, Madonna estava seduzindo demais e dando uns pegas profissionalmente com le boyfriend, o dançarino Brahim Zaibat. Jogada entre espelhos, Madonna cantou Human Nature! Foi ótimo escutar a versão original (na Sticky and Sweet Tour, Human Nature tinha a participação de Britney Spears) e ver Madonna se despindo com dinheiro preso na calcinha!

Para tristeza de muitos, Madonna não cantou Like A Virgin, assim como ela fez no Rio ( e muito menos Holiday, como ela fez no segundo dia de show em SP! SIM! Ela cantou Holiday no segundo dia!!!)

Em seguida, veio o vídeo interlude de Nobody Knows Me (sempre tem), brevemente começa I’m Addicted, animada e envolvente. Destaque na parte quando na música soletra o M-D-N-A, o teto do palco ficava iluminado com cada letra! Lindo, apenas!

Depois, começou outra música (não single) do álbum MDNA, I’m A Sinner, onde Madonna pegou sua guitarra novamente e pediu que todos cantassem com ela! Confesso que as imagens do telão, que passava por várias cidades em todo mundo, eram impressionantes e deixaram a música mais linda!

Mas, o ápice da noite realmente foi com Like A Prayer! O estádio inteiro cantando e se esgoelando com esse hit maravilho! Morumbi foi convertido naquele momento! Para delírio de todos, Madonna pegou uma bandeira do Brasil e acena! Não teve como esquecer, amar e se emocionar naquele momento! Foi um coro de uma só voz de todo o estádio e do coral presente!

O fim estava próximo! Mesmo que estávamos todos contagiados com todo o show, a última música estava por fim! Celebration, música lançada na coletânea de mesmo nome. Ainda teve um mash-up com Give It 2 Me! Madonna pediu novamente, que todos dançassem, e foi o que aconteceu! O estádio saiu do chão! Rocco também estava presente e dançou muito!

Sensacional! Espetacular, esplendido, genial, teatral…  Assim foi o show da MDNA Tour em São Paulo!

Escutamos um: Thank you, Sao Paulo. We love you! Vindo da própria Madonna!

Além dessa gratidão, todos saímos gratos! Não teve chuva (nesse dia), não teve atraso de 03 horas, não teve 100% ao vivo, não teve  Like a Virgin nem Love Spent mas, tivemos a presença da única (e para sempre) rainha do POP! Queremos que ela volte, pagaremos o olho da cara pelos ingressos e chegaremos cedo para pegar um bom lugar e ser feliz novamente! Music makes the people come together, yeah!

E com certeza, o SUPERNOVAPOP estará por lá!