#ThrowbackThursday: Há 10 anos “We Belong Together” era primeiro lugar na Billboard

webelongtogether-japancdfront

                                               Island Records

Quintas-feiras são dias de recordar é viver aqui no blog e com a hashtag #ThrowbackThursday damos início a essa coluna que vai relembrar os hits do passado na música, cinema e tv. Para estrear, voltamos 10 anos no tempo pra falar de uma música que dominou as paradas mundiais em 2005: We Belong Together, da Mariah Carey.

billboard

                                                                                   Billboard.com

Segundo single do álbum The Emancipation of Mimi, de 2005, We Belong Together marcou o retorno da Mariah Carey às paradas em grande estilo. Foi nº1 na Billboard por 14 semanas e é considerado pela revista como a música da década. Rendeu à Mimi os Grammys de Melhor Canção R&B e Melhor Performance Vocal Feminina de R&B.

O clipe é uma continuação do clipe do primeiro single It’s Like That, onde Mimi foge durante a cerimônia de seu casamento com um boy mais novo, o ator Wentworth Miller de Prison Break. Inclusive o vestido que a Mimi usa no clipe é o mesmo que ela usou no seu casamento com o magnata da música Tommy Motola em 1993.

E você, lembra de We Belong Together como se fosse ontem ou ainda era muito novinho pra acompanhar a última era de sucesso da Mariah?

Novidades: Nick Jonas, Carrie Underwood, Anahí, Taylor Swift e Justin Bieber

singles

Combo de clipes novos lançados essa semana. Do Pop, ou Country e passando até pela Rumba, essas são as novidades videográficas na cultura pop:

Nick Jonas – Levels

Nick Jonas continua lançando musicas muito boas e conquistando cada vez mais seu espaço no Pop. Levels mantém o nível que ele tinha conquistado com Chains e Jealous e é mais um hit feito pras rádios e pras baladas. O clipe mostra o Nick numa espécie de oficina mecânica com garotas sexy dançando enquanto ele canta e talvez esteja aí o pequeno e único problema do Nick Jonas: ele não dança, pelo menos não como Justin Bieber ou Chris Brown. Isso na verdade não deveria ser um problema, afinal de contas ele é cantor e não dançarino, porém o tipo de música que ele vem fazendo pede uma coreografia, pelo menos no refrão. É verdade que nesse clipe ele arrisca uns passos, mas ainda fica a sensação de que está faltando algo.


Carrie Underwood – Smoke Break

A princesinha do Country lançou seu novo sinlge, Smoke Break, o primeiro depois do seu Greatest Hits, lançado em 2014, e depois de ter tido um bebê. O clipe conta a história da música e mostra cenas da Carrie andando de carro pela estrada, até que o carro quebra, ela larga ele lá e pega carona com uma desconhecida para ir fazer o show na cidadezinha.


Anahí – Rumba

Ainda falando em princesinhas, também temos clipe novo da princesinha do Pop latino, Anahí. Rumba, parceria com Wisin da dupla Wisin y Yandel, é dançante e bem latino, pra diferenciar um pouco essa dominação pop norte americana. Anahí está linda no clipe e no final da música tem um verso em português “Mexe mexe, mexe mexe, até o amanhecer”. Muito amor!


Taylor Swift – Wildest Dreams

Difícil não gostar de um clipe com o maravilhoso Scott Eastwood, muito difícil. Wildest Dreams, quinto single da era 1989 da Taylor, inspirado no glamour de Hollywood dos anos 40/50, mostra Taylor como uma atriz filmando em locações na África ao lado do seu par romântico interpretado por Scott. Porém o casal do filme vive um amor conturbado na vida real.


Justin Bieber –  What Do You Mean

Todo mundo adora um comeback, principalmente na música pop e dessa vez quem volta é Justin Bieber com o novo single What Do You Mean. A música não tem nenhuma novidade e não é nada muito diferente do que o Justin já fez, mas isso não importa porque a música é boa. Diferentemente do Nick Jonas que nos passa a sensação de que não sabe o que fazer enquanto está cantando, Justin mostra confiança e presença em todo o clipe, mesmo rodeado de figurantes. O único problema é esse novo penteado que não ajuda em nada na imagem “macho alpha” que ele tenta passar.

Dessas novidades, vai ser bom ver a disputa entre Levels e What Do You Mean nas paradas. Wildest Dreams talvez perca um pouco a força, porque o antecessor Bad Blood ainda faz muito sucesso. Smoke Break da Carrie já tem lugar garantido como numero 1 nas paradas country e Anahí, correndo pela beiradas, poder ser hit nas aulas de zumba Brasil afora.