Será que a Nova Era de Britney Spears vai mesmo ser tão Gloriosa?

britney-glory-header

Nessa semana, Britney Spears nos surpreendeu e jogou várias bombas nos fãs: lançamento do clipe de Make Me, a música nova “Private Show”, capa do cd novo e anúncio de que este sairá em 3 semanas. Porém o que era pra ser uma grande evento, como o lançamento do novo clipe, acabou se tornando decepção e preocupação para os fãs.

Briny, tá difícil te defender, colega!

A capa do novo álbum, “Glory”

britney-spears-glory-album-cover

Na última quarta feira, 03/08, Britney divulgou nome e imagem para o seu novo álbum, Glory, que como a própria disse, representa a “nova era”. Com muita luz ofuscando o rosto da moça, a capa realmente tem uma vibe de “luz divina” e o nome do novo cd é uma ótima referência à carreira de Britney. Ela já está na indústria musical há 17 anos, conquistou seu lugar como princesinha do pop, já chegou ao fundo do poço e podemos até dizer que hoje vive de glórias do passado, o que não é ruim, já que é um passado de muito sucesso (até o Britney Jean, pelo menos rs). Alguns fãs reclamaram da foto, da luz, do filtro e da fonte, mas mesmo sabendo que uma versão fan made poderia ter ficado melhor, achamos que a capa não é tão ruim assim.

Glory terá versão standard e deluxe e será lançado em 26 de agosto.

 

A nova música “Private Show”

britney-spears-private-show

Private Show é inferior a Make Me, mas tem seus momentos. Assim como o primeiro single, Private é um destaque no catalogo da Britney, por ser diferente do que ela costuma fazer em suas músicas. Não tão mid tempo mas também não é tão dance, com influências de jazz, acho que se encaixa muito bem no set list dos shows dela em Las Vegas. Britney se mostra com vontade de cantar a música e acredito que com um esforço, ela conseguiria cantá-la totalmente live.

Private Show também é o nome da nova fragrância de Britney, cujo comercial tem um teaser da música. Estará provavelmente disponível em breve no catálogo de produtos da Jequiti.

privateshow

 

O clipe de Make Me

Deixamos a parte mais polêmica para o final. Na última sexta feira, depois de muita expectativa, o clipe de Make Me, primeiro single do album Glory, foi lançado. E o video que o fãs receberam foi bem diferente do que eles esperavam.

No clipe oficial, Britney está sorridente com as amigas, fazendo testes com caras de todo tipo em um estúdio, até que ela escolhe um para fazer o teste de sofá. Além das cenas de muita gritaria de Briny e suas amigas, tem também cenas dela  sensualizando de lingerie e descobrimos que a capa do cd nada mais é que uma cena do clipe. Todos os produtos dos patrocinadores aparecem e o  G-Eazy aparece na tv, porque claramente ele não estava no dia dessa gravação.

Com uma música tão boa, o clipe simplesmente destrói toda a vibe que a música passa, com um plot bobo e preguiçoso. As caras e poses da Britney sensualizando são as mesmas em qualquer cena que ela faz semi-nua desde “Womanizer”, e mesmo ela estando super bem, não tem nada de mais. O vídeo é esquecível e faz menos sentido do que “Gimme More”.

Fato é que há uma outra versão filmada pelo fotógrafo David LaChapelle, que já dirigiu clipes como “Dirrty” da Xtina, “I’m Glad” da JLo e “Everytime” da Britney. Na história original, Spears destruiria a casa do seu namorado (por alguma vingança) e faria uma sex tape com o G-Eazy (por isso as cenas dele na versão oficial de Make Me são exibidas em uma tv. Com uma ideia mais ousada e cenas mais explícitas, parece que Britney e sua equipe decidiram descartar essa versão e gravaram as pressas o clipe oficial com o diretor Randee St. Nicholas.

LaChapelle, que não dirigia um clipe, desde 2013, saiu da sua aposentadoria para ter seu trabalho rejeitado e deve ter ficado muito p*to com isso. Os fãs desesperados estão fazendo até uma petição para que a versão do diretor seja lançada e um vídeo com imagens em baixa qualidade está disponível no Youtube, para termos um gosto do que poderia ter sido.

 

O que podemos esperar

Depois da baixa performance de Britney Jean e o desastre que foi “Pretty Girls”, há muita expectativa que o novo álbum seja realmente glorioso e coloque Britney de volta a relevância para competir de frente com artistas como Ariana Grande e Selena Gomez. Com a mudança de decisão de última hora em relação aos caminhos do primeiro single, os fãs estão preocupados com medo de que isso possa atrapalhar a campanha do álbum. Britney pode ainda retornar ao VMA, fazendo sua primeira performance depois da estranha ultima vez em 2007 quando ela cantou “Gimme More”, e todas as fichas agora estão apostadas nesse evento.

Se eu fosse a Britney, ligava o microfone e cantaria o novo single com uma banda. Isso, no caso dela, já seria o suficiente para ter a atenção de todos mais uma vez.

Britney3.gif

 

 

 

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Será que a Nova Era de Britney Spears vai mesmo ser tão Gloriosa?

  1. Estou achando q a Britney quer abraçar o mundo com essa sua volta e ainda teremos Carpool hein.Mas q seja uma boa volta pensando no seu futuro musical e não só vivendo do que já foi mesmo não sendo algo ruim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s